O manual abrange todos os equipamentos (padrao e opcionais) disponiveis para esses modelos

Seat Ateca - Manual de Instruções > Rodagem e condução económica

Um veículo novo precisa de fazer uma rodagem, num trajeto que deverá cifrar-se em 1.500 km. Nos primeiros 1000 quilómetros não ultrapasse 2/3 do regime máximo admissível.

Não acelere ainda a fundo e não circule com reboque! Entre os 1000 e 1500 km pode-se ir aumentando o regime e, consequentemente, a velocidade.

Durante as primeiras horas de funcionamento o atrito interno do motor é maior do que mais tarde, depois de todas as peças móveis se terem ajustado entre si.

O estilo de condução nos primeiros 1.500 km influencia a qualidade do motor. Posteriormente, conduza também com um regime moderado, especialmente com o motor a frio, reduzindo assim o desgaste do mesmo e aumentando a quilometragem possível.

Não conduza num regime demasiado baixo.

Selecione uma mudança mais baixa quando do motor deixar de funcionar "uniformemente ". Os regimes do motor excessivos fazem com que a injeção de combustível seja cortada de forma a proteger o motor.

Compatibilidade ambiental

O respeito pelo meio ambiente desempenha um papel importante no desenho, na seleção dos materiais e no fabrico do seu novo SEAT.

Medidas construtivas para favorecer a reciclagem

Seleção dos materiais

Proibição, com as exceções contidas na lei (Anexo II da Diretiva de VFU 2000/53/CE), dos materiais pesados: cádmio, chumbo, mercúrio, crómio hexavalente.

Fabrico

Condução económica e ambientalmente correta

O consumo de combustível, a poluição ambiental e o desgaste do motor, travões e pneus dependem em grande medida do seu estilo de condução. Através de uma condução económica e atenta às condições de trânsito, é possível uma redução do consumo de combustível na ordem dos 10-15%. Seguem-se algumas sugestões de como aliviar o meio ambiente e ao mesmo tempo a carteira.

Gestão de cilindros ativa (ACT)*

Em função do equipamento do veículo, a gestão de cilindros ativa (ACT) pode desativar automaticamente alguns cilindros do motor se a situação de condução não requerer demasiada potência. Durante a desativação não se injeta combustível nos cilindros em questão, com o que se pode reduzir o consumo total de combustível. No ecrã do painel de instrumentos pode visualizar-se o número de cilindros que estão ativos.

Condução defensiva

É ao acelerar que o veículo consome mais combustível. Numa condução defensiva há menos necessidade de travar e consequentemente também de acelerar. Aproveite a inércia do veículo sempre que possível com uma mudança engrenada, por ex., ao aproximar-se de um semáforo vermelho. O efeito de travagem do motor daí resultante diminui o desgaste dos travões e dos pneus, e as emissões e o consumo de combustível são reduzidos a zero (corte em desaceleração).

Engrenar outra mudança para poupar energia

Uma forma eficaz de economizar combustível é a seleção precoce de uma mudança superior.

As pessoas que puxam ao máximo as mudanças consomem combustível desnecessariamente.

Retirada manualmente: passe da 1.ª para a 2.ª mudança assim que for possível. De qualquer forma, recomendamos que engrene uma mudança superior quando alcance aproximadamente 2000 rotações. Um consumo de combustível favorável é também uma função da velocidade selecionada. Selecione a mudança mais alta adaptada á situação de condução, observe que o motor trabalhe ainda bem e sem soluços.

Caixa de velocidades automática: carregar progressivamente no pedal do acelerador e evitar a posição de "kick-down".

Evitar acelerações a fundo

Não deverá aproveitar nunca totalmente a velocidade máxima do seu veículo. O consumo de combustível, as emissões de gases poluentes e poluição sonora aumentam desmesuradamente a velocidades mais altas. Uma condução mais lenta ajuda a poupar combustível.

Reduzir em ralenti

Nos veículos com sistema Start-Stop, o ralenti reduz-se de forma automática. Nos veículos sem sistema Start-Stop deve desligar o motor, por exemplo, em passagens de nível ou em semáforos que tardem muito tempo no vermelho. Um motor que já alcançou a temperatura de funcionamento, e consoante a cilindrada, gasta menos combustível se for desligado após 5 segundos parado do que se tiver de arrancar o motor novamente.

Ao ralenti, o motor precisa de muito tempo para aquecer. E ainda, na fase de aquecimento o desgaste e a emissão de gases poluentes são especialmente altos. Após o arranque deverá, por isso, iniciar imediatamente a marcha. Ao fazê-lo, evite um regime de rotações elevado.

Manutenção regular

Os trabalhos de manutenção realizados de forma periódica são um requisito para poupar combustível mesmo antes de iniciar o andamento.

Os trabalhos de manutenção no seu veículo não se refletem apenas numa maior segurança na condução e na conservação do valor do veículo, mas também numa redução do consumo de combustível. Um motor desafinado pode representar um aumento do consumo de combustível até 10%.

Evitar trajetos curtos

O motor e o catalisador devem atingir a sua temperatura de funcionamento ideal para reduzirem eficazmente o consumo e as emissões de gases poluentes.

O motor frio consome uma quantidade desmesurada de combustível. Só ao fim de cerca de 4 quilómetros é que o motor está quente, normalizando-se o consumo.

Controlar a pressão dos pneus

Assegure que os pneus se encontram sempre a uma pressão correta, a fim de poupar combustível. Se a pressão estiver meio bar abaixo, o consumo de combustível pode aumentar em 5%. Além disso, uma pressão insuficiente nos pneus faz com que o desgaste dos mesmos seja superior, uma vez que aumenta a resistência à rodagem e piora o comportamento de andamento.

Não circule todo o ano com os pneus de inverno visto que isso faz com que o consumo de combustível aumente até cerca de 10%.

Evite transportar cargas desnecessárias

Como cada quilo de peso a mais aumenta o consumo de combustível, vale a pena lançar um olhar mais crítico à carga transportada na bagageira, a fim de evitar as cargas supérfluas.

Visto que o suporte aumenta a resistência aerodinâmica do veículo, deve desmontá-lo quando não for necessário. Desta forma, a uma velocidade de 100-120 km/h (62-75 mph), poupa cerca de 12% de combustível.

Poupar energia elétrica

O motor impulsiona o alternador, gerando eletricidade. Um aumento de consumo elétrico implica também o aumento do consumo de combustível! Por esta razão, desligue os dispositivos elétricos que não necessite. Por exemplo, dispositivos que são grandes consumidores elétricos, como o ventilador no nível máximo, o desembaciador do vidro traseiro e o aquecimento dos bancos*.

Consulte mais informacao:

 Seat Ateca - Manual de Instruções > Programa launch-control

Válido para veículos: com Launch-control/DSG de seis velocidades com motores diesel com potência superior a 125 kW e gasolina superior a 140 kW. O programa launch-control permite uma aceleração máxima.

 Seat Ateca - Manual de Instruções > Gestão do motor e sistema de depuração de gases de escape

Introdução ao tema ATENÇÃO Devido às temperaturas elevadas no sistema de purificação das emissões de escape (catalisador ou filtro de partículas para motores diesel), não se deve colocar o veículo numa superfície facilmente inflamável (p. ex. num prado ou junto a uma mata). Existe risco de incêndio! Não aplicar conservantes na parte inferior do veículo na zona do sistema de escape: risco de incêndio!

 Škoda Karoq - Manual de Instruções > Destrancamento/trancamento de emergência

Trancar/destrancar a porta do condutor Fig. 324 Manípulo da porta do condutor: Abrir a cobertura da fechadura / cilindro da fechadura com chave

Manuais